Projeto que proíbe funcionamento de piscina com bomba de sucção ligada é aprovado

Projeto que proíbe funcionamento de piscina com bomba de sucção ligada é aprovado

Projeto do vereador e presidente da Câmara em exercício, Luiz Carlos Chiaparine (PMDB), foi aprovado durante a 13ª sessão ordinária da Câmara, ocorrida na última segunda-feira (19). O projeto proíbe o funcionamento em Indaiatuba, de bombas de sucção em piscinas coletivas e foi aprovado com uma emenda do próprio autor que estabelece que “as bombas poderão permanecer ligadas, desde que tenha acoplado ao ralo, um dispositivo de segurança aprovado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia).

Esse foi o único projeto aprovado durante a 13ª Sessão Ordinária da Câmara, que foi presidida por Chiaparine, uma vez que o chefe do Legislativo, Luiz Alberto ‘Cebolinha’ Pereira, assumiu por nove dias o comando do Executivo. Cebolinha, no entanto, participou da sessão mas, desta vez, ao lado do público presente ao Plenário.

No início desse ano foram registrados três acidentes fatais envolvendo crianças presas pelo braço ou pelo cabelo no ralo da piscina. As crianças que tinham entre sete e onze anos ficaram presas no sistema de sucção e ficaram submersas por mais de 10 minutos.

Ordem do Dia

Com apenas três projetos na Ordem do Dia, o vereador Maurício Baroni (PMDB) solicitou vistas dos outros dois projetos a serem votados durante a sessão. Assim, o projeto do vereador Derci de Lima (PT) — que dispõe sobre a inclusão de artistas e modelos negros nos filmes e peças publicitárias da Prefeitura — teve vistas por 10 dias.

Já o projeto do Executivo que autoriza a alienação de áreas pertencentes ao Patrimônio Público Municipal, ganhou vistas até a próxima sessão, e foi o mais debatido da noite de segunda-feira.

A próxima sessão de Câmara acontece segunda-feira, dia 26, já sob a presidência do vereador Cebolinha.

A TV Sol Comunidade não se responsabiliza pelos comentários aqui publicados.