GCM comemora 7 anos de atuação do Grupo de Operações com Cães

GCM comemora 7 anos de atuação do Grupo de Operações com Cães

O Prefeito Nilson Gaspar (PMDB) participou da solenidade em comemoração do 7º ano de atividade do GOC (Grupo de Operações com Cães), da Guarda Civil de Indaiatuba, e aposentadoria do Guarda Civil Canino, o Labrador Red. A cerimônia foi realizada nesta terça-feira (09) no Complexo Educacional Laura Falh Corrêa, no Parque das Nações, e foi aberta para a participação do público.

O administrador municipal lembrou que o município conseguiu diminuir os índices de criminalidade no último ano por conta dos investimentos, não apenas em segurança pública, mas em também em educação, cultura, esporte e na área social. “Os números revelam que estamos no caminho certo no combate à violência, mas a nossa preocupação com a questão das drogas é constante. Estamos procurando nos qualificar cada vez mais para este combate e os cães da nossa guarda civil são parceiros valiosos, que desempenham um importante papel nesta luta diária. Em 2018 vamos trabalhar muito por meio do Programa Viver, do Proerd e da educação como um todo para que nossas crianças e jovens não se percam no caminho das drogas. Vamos investir na base”, afirmou Nilson Gaspar.

O secretário de segurança pública, Alexandre Guedes Pinto, afirmou que o foco do GOC sempre foi o combate às drogas, seja na prevenção ou na repressão ao tráfico, e o canil sempre esteve muito próximo e empenhado nesta missão. “Nossos cães não são somente ótimos policiais, mas, acima de tudo, demonstram valores como lealdade, amizade, comprometimento, amor e gratidão, importantes a qualquer cidadão de bem. Em respeito a eles como policiais e membros da Guarda Civil de Indaiatuba, damos hoje a honra de serem promovidos usando as patentes iguais às dos homens e mulheres da corporação”, explicou Alexandre.

Depois de sete anos de serviços prestados à Guarda Civil de Indaiatuba, o Labrador Red, especialista em faro, foi promovido ao posto de Inspetor Chefe Canino, condecorado com a Medalha Mérito de Ação Canina e oficialmente aposentado. Quatro outros cães foram homenageados e promovidos dentro da corporação. O Labrador Luck, especialista em faro, foi promovido ao posto de Guarda Civil Canino de 3ª Classe; o Pastor Iron, especialista em proteção e faro, ao posto de Guarda Civil Canino de 2ª Classe; o Golden Retriever Thor, especialista em Dog Show, ao posto de Subinspetor Canino; e o Pastor Belga Malinois Max, especialista em proteção e faro, ao posto de Inspetor Canino.

Na ocasião foram homenageados os nove Guardas Civis que já atuaram e os seis que atualmente trabalham no canil da Guarda Civil de Indaiatuba.

O evento contou com a participação do presidente da Câmara Municipal, Hélio Alves Ribeiro (PSB), dos vereadores Luiz Alberto Pereira, o Cebolinha (PMDB), e Arthur Machado Spíndola (PV). Também marcaram presença os secretários de obras, Robenilton Oliveira Lima (Dote), de educação, Rita de Cássia Trasferetti, a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Enides Nogueira Lopes Cruz, o superintendente do Seprev, Antônio Corrêa, além de representantes das Secretarias de Segurança de Itu, Vinhedo, Valinhos, São Paulo, Elias Fausto, Salto  e Itupeva, e ainda representantes de entidades protetoras dos animais de Indaiatuba, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da Faculdade Max Planck.

 

RED

O labrador Red foi o primeiro cão a chegar na Guarda Civil de Indaiatuba, em agosto de 2010, com apenas um ano de idade. Atuou desde então na função de detecção de entorpecentes, especializado nos odores de maconha, crack, cocaína e armas de fogo. Ao longo de sua carreira como cão policial participou de 1.249 operações policiais, 235 ocorrências envolvendo drogas e 68 flagrantes, que levaram à localização de mais de 15 mil porções de entorpecentes. Além disso, participou de 425 apresentações para mais de 38 mil estudantes de escolas de Indaiatuba, visitas a instituições e eventos públicos.

O agora Inspetor Chefe Canino Red foi adotado por um guarda civil, mas continuará frequentando o canil, lugar onde viveu a maior parte da sua vida.

Segundo a Diretora da Guarda Civil, Marilsa Aparecida de Souza, os cães passam por, no mínimo, um ano de treinamento antes de iniciarem os trabalhos nas operações da guarda, apoiando na busca e localização de drogas que normalmente ficam escondidas e são mais difíceis de serem localizadas pelos agentes.

 

 

(Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Indaiatuba)

A TV Sol Comunidade não se responsabiliza pelos comentários aqui publicados.